top of page
  • Foto do escritorIWE

Vida de John Wesley - Pequeno relato

Atualizado: 30 de mar. de 2023







John Wesley nasceu em 17 de junho de 1703 em Epworth, um pequeno povoado ao norte de Londres, na época com cerca de dois mil habitantes. Ele era filho do casal Susana e Samuel Wesley, este, pastor da Igreja Anglicana. Wesley viveu quase um século, abrangendo a maior parte do século XVIII. Com o seu nascimento uma nova época começou na Inglaterra.


Por mais de cinquenta anos Wesley fez a obra de evangelista itinerante, penetrando em todos os recantos da Inglaterra, da Escócia e da Irlanda. Deixou ao povo metodista uma doutrina, uma organização eficiente, uma experiência religiosa e um zelo perseverante.


Seu bisavô chamava-se, Bartolomeu Wesley, foi pregador leigo de uma Igreja dissidente e sofreu consequências de tal posição. Já seu avô Também de nome John Wesley, estava entre os clérigos expulsos em 1662, teve ministério frutífero, mas sofreu perseguição porque não quis sujeitar-se ao “Ato de Conformidade” que o governo exigia de todos os ministros do Evangelho. Tornou-se um pregador itinerante (BUYERS, 1945).


O pai, Samuel Wesley (1662-1735), fez um caminho contrário, saiu da igreja dissidente em direção a Igreja Oficial Anglicana. Desde 1696 até a morte, foi pároco da igreja campesina de Epworth. Homem de sincera tendência religiosa, no entanto era pouco prático, mas com muita habilidade intelectual. Escreveu a Vida de Cristo em verso e um comentário ao livro de Jó.


Sua mãe, Suzana Annesley, (depois recebe o sobrenome de seu marido e torna-se a conhecida Suzana Wesley) era mulher de uma notável fortaleza de caráter, sendo, como seu marido, anglicana devota. Podemos dizer também que Susana herdou as características de seu pai, que foi homem inteligente, piedoso e de convicções firmes. Susana Wesley foi conselheira de John durante toda a sua vida. Ele sempre apreciou os seus conselhos e sempre os levava em conta. Foram muitas as vezes que ela o aconselhou nas suas cartas, tanto no tempo de estudante como na vida prática (LELIÈVRE, 1997).


Quando era pequeno, com cinco anos de idade, Wesley foi salvo de um terrível incêndio na casa pastoral, em 9 de fevereiro de 1709. Este evento milagroso lhe rendeu o apelido de "tição tirado do fogo.” A infância de Wesley teve momentos difíceis com algumas perdas. (BUYERS, 1945).


Aos nove anos de idade, Wesley teve varíola. Ele suportou os sofrimentos com paciência, o que levou sua mãe a escrever ao marido, que estava em Londres, e dizer: “John tem aguentado sua enfermidade como um homem e um verdadeiro cristão, sem proferir uma única queixa.” Wesley foi criado em um lar com disciplina


bastante rígida. Apesar da rigidez, esta forma, lhe deu uma boa educação, que refletiu no zelo metódico legado ao metodismo posteriormente.


Extraído do Guia de Estudo do IWE


130 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page